Central de Vendas 65 99208-2262 (Whatsapp)

AMOR E PROSA, SEXO E POESIA

Mais informações
Autor:
Jabor, Arnaldo (veja mais livros deste autor)
Editora:
OBJETIVA(veja mais livros desta editora)

Por: R$ 59,90 Em 12x de: R$ 4,99

Comprar
Consulte aqui o valor do frete e prazo de entrega do produto
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 59,90 sem juros
  • 2x de R$ 29,95 sem juros
  • 3x de R$ 19,97 sem juros
  • 4x de R$ 14,98 sem juros
  • 5x de R$ 11,98 sem juros
  • 6x de R$ 9,98 sem juros
  • 7x de R$ 8,56 sem juros
  • 8x de R$ 7,49 sem juros
  • 9x de R$ 6,66 sem juros
  • 10x de R$ 5,99 sem juros
  • 11x de R$ 5,45 sem juros
  • 12x de R$ 4,99 sem juros
Avalie:

Os textos de Arnaldo Jabor têm o poder de despertar, inquietar, polemizar. Ácidos, líricos, deliciosamente vorazes, estão sempre sintonizados com os assuntos que mexem com a vida dos brasileiros e brasileiras. O livro Amor é prosa, sexo é poesia reúne suas melhores crônicas sobre nossas obsessões mais íntimas: sexo e amor, família, mulheres.Em 36 textos Jabor anuncia sem pudores sua fome de beleza em tudo: na vida, na política, no amor, no sexo. Confessa ternuras e invejas. E será assim, exaltado, rodriguiano, que vai admitir um dos maiores medos: "os abismos das mulheres são venenosos, o seu mistério nos mata."O amor depende de nosso desejo, o sexo é tomado por ele. O perigo do amor é virar amizade; o perigo do sexo é que você pode se apaixonar. A percepção de Jabor sobre linhas intangíveis, como a que separa o amor do sexo, costuma ser tão afiada quanto seus discursos anti-Bush.Com ou sem Osama bin Laden, chega a hora em que o herói se deprime e percebe que também precisa de um ritual de encontro. Afinal o amor é uma ilusão sem a qual não podemos viver. É para este homem, e principalmente para esta mulher, que Jabor escreve suas crônicas amorosas.

Dimensões:
23.00cm x 16.00cm x 1.50cm
Edição:
1
Marca:
OBJETIVA
ISBN:
857302644
Número de páginas:
200
Peso:
325 gramas
Ano de publicação:
2004

Sobre os autores

  • Nome do Autor JABOR, ARNALDO